Crie seu próprio Site Grátis! Templates em HTML5 e Flash, Galerias em 2D e 3D, Widgets, Publicação do Site e muito mais!
 PRODON Prótese Odontológicas.
nation2.com  







HORARIO COMERCIAL PARA FUNCIONAMENTO. COM CONDUÇÕES PROPRIAS PARA FACILITAR OS RECEBIMENTOS E ENTREGAS DE SERVIÇO. 

TIPOS DE PROTESE

Pontes dentárias o que são?


As pontes dentárias, em linguagem bastante simplificada, são pequenos dispositivos que se colocam na dentição de forma a preencher áreas onde haja dentes em falta. São dentes “falsos” que substituem os dentes naturais e lhe renovam não só a estética do seu sorriso, como recuperam toda a funcionalidade de uma dentição completa.

O que são as pontes dentárias

Os dentes naturais podem perder-se, é um facto incontornável, tal pode acontecer devido a doenças como a periodontite, cáries dentárias, ou até devido a traumas resultantes de acidentes. As pontes dentárias podem ser colocadas para reconstruir o sorriso dos pacientes e garantir que estes não sofrerão dos efeitos negativos da perda de dentes.

Quando se perdem dentes, há grandes probabilidades dos dentes adjacentes se moverem para tentar preencher esse espaço deixado “vago”. Há também a hipótese de toda a função mastigatória e até a dicção serem afetadas pela falta de dentes. Em casos mais graves, pode ocorrer mesmo que a perda de dentes provoque sérios problemas com a oclusão (mordida) ou até problemas mandibulares. Felizmente, a pontes dentárias podem prevenir a maioria desses problemas e preencher o espaço deixado pelos dentes naturais que possam ter-se perdido.

As pontes dentárias são mais eficazes e indicadas para pessoas que perderam apenas alguns dentes, pois a sua colocação (das pontes), implica que necessitem de ser “ancoradas” nos dentes adjacentes. Naturalmente, se tiver perdido mais de três dentes por exemplo, as pontes começam a ser uma solução pouco indicada para o seu caso.

Tipos de pontes dentárias

Existem pelo menos três tipos de pontes dentárias, elas se distinguem essencialmente pelo modo como se procede à sua fixação, veja a seguinte ilustração:

Ponte dentária convencional

Ponte dentária convencional

Ponte dentária de Apoio Metálico

Ponte dentária de Apoio Metálico

Ponte dentária de apoio num só dente

Ponte de apoio num só dente

Agora poderá verificar em que consiste cada uma das pontes dentárias supracitadas:

  • Ponte dentária que se apoia nos dentes adjacentes: é um tipo de ponte que faz de apoio os dentes próximos do lugar onde se dá a ausência de dentes. As são “coladas” a esses dentes e toda a prótese fica imobilizada.coroas dentárias
  • Ponte que se apoia nos dentes adjacentes através de “placas” metálicas – ao contrário do tipo de ponte anterior, estas em vez de usarem coroas para se consolidarem no seu lugar, servem-se dos dentes adjacentes da mesma forma como suporte, mas unem-se a eles com duas placas metálicas que se “colam” na parte de trás destes.
  • Ponte que se apoia num só dente – tem um modo de se fixar similar à primeira ponte dentária referida nesta lista, com a diferença de o fazer apenas num só dente. Apesar de tudo são seguras e dispõem de uma boa estabilidade.

Quanto tempo demora até ter a sua ponte?

É importante que saiba que o tipo de ponte necessário e o tempo que demora a que você a tenha devidamente colocada, dependerá da gravidade e do tipo de problema a solucionar.
Normalmente são necessárias pelo menos quatro consultas até ter a sua ponte colocada e na maioria dos casos, o tempo despendido do início ao fim do tratamento, depende mais do laboratório de prótese dentária, do que do seu dentista.

Preço da ponte dentária

É dificil dar-lhe um preço exato para cada tipo de ponte, pois tal depende de várias condicionantes, nomeadamente a ponte que for mais adequada ao seu caso, a extensão do problema a resolver e até depende do estado actual da sua dentição.

Assim, para ter uma ideia muito mais fidedigna de quanto custa uma ponte, terá de se dirigir a um ou mais consultórios dentários e pedir orçamentos. Estamos certos de que todos os dentistas lhe indicarão claramente o que mais se adequa a si e dar-lhe-ão a quantia exata que terá de gastar para corrigir a sua dentição.

Esperemos que tenha ficado esclarecido(a) acerca das pontes dentárias. Em caso de dúvida contacte-nos pelo formulário em baixo

Coroas dentárias o que são?


O que é exatamente uma coroa dentária? Este termo é geralmente utilizado para descrever um dente artificial que se coloca por cima de um dente natural, cobrindo-o por completo, recuperando assim o seu aspeto normal, permitindo também recuperar o tamanho original do dente danificado e assim retomar as funções mastigatórias e estéticas de uma dentição dita “normal”.

Em que casos se colocam as coroas dentárias?

Coroa dentária

Coroa dentária

A maioria das pessoas opta por colocar coroas dentárias por vários motivos. Em alguns casos estes elementos são colocados em dentes cuja recuperação em termos de restaurações é inviável, ou dentes que apresentam danos bastante consideráveis e aos quais se pretende dar um aspeto renovado.

As coroas dentárias, servem no fundo para reverter o processo de perda de um dente, dando ao paciente a possibilidade de manter grande parte do mesmo e recuperar a parte visível com uma coroa dentária. No entanto, são utilizadas também em casos em que se fratura um dente e é impossível recuperá-lo de outro modo (nomeadamente com uma restauração de 3 faces). Estas lesões são especialmente frequentes após acidentes, choques durante a prática desportiva, ou até simples quedas.

A coroa dentária pode também ser utilizada nos seguintes casos para:

  • proteger um dente “fraco” (por exemplo por causa de cáries dentárias) evitando que se parta
  • manter todas as partes de um dente fraturado no seu lugar
  • renovar um dente que tenha tido um desgaste muito grande e não seja possível recuperar de outro modo
  • cobrir um dente com uma restauração muito grande (em especial em casos em que não resta muito dente para servir de suporte)
  • cobrir dentes deformados
  • recuperar um dente descolorado

As coroas dentárias são também usadas nas próteses fixas (nas pontes dentárias) e nos implantes dentários. Nas próteses dentárias fixas servem de suporte à mesma permitindo a sua correta colocação e consolidação. Nos implantes dentários, não são mais que a parte visível do implante, sendo no fundo o dente artificial que compõe o implante.

Que materiais podem ser usados para criar uma coroa dentária?

Existe uma enorme variedade de materiais que podem ser usados para se criar uma coroa dentária. de seguida enumeraremos alguns dos mais populares:

  • – estes podem incluir uma liga de ouro, ou outras ligas metálicas. As coroas dentárias metálicas, são de longe as mais resistentes. Elas podem suportar o desgaste diário dos dentes sem problema algum e além disso nunca lascam nem partem. O único senão é que são metálicas e isso dá-lhe um aspeto menos natural à sua dentiçãometal
  • resina - estas são as coroas que têm o preço mais baixo. Apesar de terem esteticamente um bom aspeto, desgastam-se com o tempo e não têm uma durabilidade comparável com outro tipo de coroas.
  • parcialmente de porcelana - estas têm quase a mesma força estrutural de uma coroa metálica, mas sendo de porcelana têm uma aspeto bem mais natural e o seu desempenho estético é muito satisfatório. Claro que a porcelana pode sempre lascar, apesar de ser um material muito duro, convém não forçar em demasia este tipo de coroa.
  • totalmente de porcelana - estas são as coroas dentárias que têm o melhor aspecto e provavelmente serão o melhor investimento que poderá fazer. Você beneficia de uma coroa que é muito mais forte que a de resina, sendo similar neste aspeto às metálicas, mas têm uma estética que se asemelha muito aos dentes naturais

Ficou esclarecido acerca das coroas dentárias? Caso tenha alguma dúvida use o formulário.

Prótese dentária flexivel


A prótese dentária flexível é uma prótese feita de forma personalizada, em materiais à base de resinas específicas, que pelas suas especificações tornam toda a prótese totalmente flexível. Este novo tipo de prótese é muito popular entre pessoas que não se adaptam às próteses fixas convencionais de acrílico.

Prótese dentária flexível

Prótese dentária flexível

Porque razão deve colocar uma prótese flexível

As razões que estão na base desta mudança de prótese têm na maior parte das vezes a ver com vários factores, nomeadamente:

  • o elevado conforto no seu uso que esta proporciona
  • o desgaste da prótese é mais uniforme que nas próteses acrílicas
  • os ferimentos e dores que se podem sentir ao usar estas próteses, são quase nulos
  • a irritação das gengivas diminui
  • a eficácia mastigatória é elevada

Os dentistas geralmente também têm todo o interesse em que os seus pacientes coloquem uma prótese flexível, pois sabem que estarão a providenciar-lhes um produto versátil, que proporciona resultados satisfatórios e com enorme conforto.

Benefícios deste tipo de prótese

As próteses flexíveis ajudam alguns pacientes a evitar a maior parte da dor associada ao uso das próteses “antigas”. A resina flexível permite que a prótese seja ajustada de forma muito eficaz e contando de igual forma com dentes sintéticos como qualquer outra prótese, garantindo desse modo que apesar da flexibilidade da prótese, toda a função mastigatória não será posta em causa.

Alguns dentistas defendem também que a prótese flexível ajuda a ter uma maior estabilidade relativamente à linha da mandíbula. Tudo isto se traduz no principal benefício deste tipo de prótese: o conforto. Aqueles que por exemplo, no simples movimento de mastigar para trás e para a frente sentem dor (com as próteses tradicionais), repararão que com esta prótese tal problema simplesmente não existe.

Em adição a estes benefícios, as “dentaduras” flexíveis, são desenhadas para serem porosas, isto é, para poderem “respirar” melhor que as tradicionais. Esta característica ajuda a evitar o aparecimento de bactérias na dentadura e nas gengivas, evitando-se muitas vezes doenças que podem por em causa a utilização normal de uma prótese.

Durabilidade da prótese flexível

Como a prótese flexível tem um desenho muito versátil, ela tem muito menos probabilidades de se danificar, nomeadamente de quebrar como a prótese fixa convencional. Quem usa este último tipo de prótese, muitas vezes é confrontado com danos originados por quedas, ou pelo contacto com outras superfícies. Com o design das próteses flexíveis, este tipo de problema é facilmente contornado.

Assim, a sua durabilidade é superior, tendo o paciente um maior à vontade no seu manuseamento e higienização. Esta ultima questão por estranho que possa parecer, é sempre um enorme motivo de stress por parte de quem usa uma prótese acrílica – o medo de a danificar e não só ficar sem prótese, como também ter de suportar gastos com consertos. Ora, com a dentadura flexível, tal é totalmente evitado.

As pessoas que utilizam estas próteses terão de as manter exatamente do mesmo modo que manteriam uma prótese acrílica. Os fabricantes recomendam que as mergulhem todas as noites em água sem quaisquer aditivos. Por fim, devem ser devidamente acondicionadas sempre que não estiverem a ser utilizadas. Como com qualquer prótese a sua limpeza deve ser cuidada. Para evitar o aparecimento de doenças periodontais e até gengivite, devem ser escovadas com pasta dentífrica, assim como todas as regiões onde estas se apoiam.

Preço desta prótese dentária

Se estiver interessado(a) nas características desta prótese e assim pretender colocar uma, fale com dentistas na sua região. Estes terão concerteza todo o gosto e explicar-lhe qual o tipo de prótese que mais se adequa ao seu caso e se para si a flexível é uma boa opção.

Os custos associados à mesma, são ligeiramente superiores ao das próteses acrílicas, mas atendendo aos benefícios que lhe estão associados, estamos convencidos de que se trata de uma opção acertada. Assim, o preço da protese dentária flexível, apesar de ser superior, compensará largamente ao longo do tempo.

Se depois de ler o artigo ainda ficou com alguma dúvida não hesite e use o formulário para que assim o possamos esclarecer melhor acerca das próteses flexíveis

Prótese dentária acrílica


Como é sabido as próteses dentárias são estruturas que lhe permitem eliminar a ausência de dentes. Assim, ao longo dos anos foi necessário chegar a um material qua fosse não só durável, como esteticamente aceitável e que por fim não causasse qualquer tipo de reação nefasta para o corpo dos pacientes. A prótese acrílica foi a solução encontrada.

As próteses dentárias acrílicas que usam polímeros de elevada resistência, foram resultado de anos de evolução e provaram ao longo dos tempos ser feitas do material ideal. São resistentes a anos e anos de mastigação, têm uma taxa extremamente baixa de reações alérgicas nos pacientes que as usam, esteticamente funcionam de forma aceitável e acima de tudo têm um custo muito mais baixo que tratamentos alternativos como os implantes dentários.

 

Tipos de próteses acrílicas e a sua composição

Um dos exemplos de proteses acrílicas absolutamente massificado em todo o mundo é o das dentaduras. Em termos técnicos esta é uma prótese dentária removível (pois pode ser retirada em qualquer momento) e alguns casos é total (o que significa que substitui a totalidade da dentição do paciente).

Como poderá concluir facilmente as próteses acrílicas englobam também todas as próteses removíveis parciais, isto é, as que apenas são usadas para substituir parte da dentição. Se forem do tipo ilustrado à esquerda, não são mais que outro exemplo de próteses acrílicas.

Concluíndo, existem no fundo dois tipos distintos de próteses acrílicas: as totais que substituem toda a dentição, comummente designadas de dentaduras e as parciais que substituem parte da dentição. Como poderá ter observado pelas imagens de próteses acrílicas que publicamos neste artigo, é muito fácil distinguir cada uma delas. Outro aspecto que já foi focado, está relacionado com a composição destas próteses e que lhes dá no fundo a sua designação: acrílico. Existem vários tipos de compósitos acrílicos que podem ser usados na confeção deste tipo de prótese dentária. E é esta mesma composição que no fundo lhes deu a sua designação de prótese dentária acrílica.

A conceção das próteses acrílicas e a sua utilização

As próteses acrílicas são criadas em laboratório, baseadas num molde personalizado e de acordo com as especificações individuais de cada paciente e das suas necessidades. O rastreio dessas necessidades assim como a escolha da prótese adequada a cada caso, cabe naturalmente ao dentista, mas sempre ascultando as pretensões do paciente, quer estas sejam em termos de estética como também em termos de funcionalidade da prótese.

No que toca à utilização diária das próteses acrílicas, estas como já foi referido anteriormente, são satisfatórias em termos estéticos e funcionalmente cumprem com os requisitos exigidos. Se no caso da dentadura a dicção e a alimentação podem ser algo difíceis, principalmente nos primeiros dias, na prótese acrílica parcial, todo o processo de adaptação é mais fácil e integram-se sem problemas na morfologia da sua boca.

Preço da prótese acrílica

O custo da prótese acrílica é dos mais baixos quando comparado com outro tipo de prótese. Se considerarmos por exemplo as dentaduras, estas estão tão massificadas em todo o mundo, em grande parte devido ao facto do seu preço ser acessível à grande maioria da população.

Esta será a opção correta caso não possa optar por outras soluções para eliminar a falta de dentes. Na nossa opinião, e apesar deste ser um site informativo acerca de próteses dentárias, temos de dizer-lhe que apesar dos resultados obtidos com a prótese acrílica serem geralmente aceitáveis, existem soluções melhores, quer em termos estéticos, quer em termos funcionais. Falamos nomeadamente dos implantes dentários. Têm um custo elevado, mas a relação custo-benefício é superior a qualquer prótese acrílica, ou qualquer outro tipo de prótese que exista atualmente.

Deixamos à sua consideração a reflexão sobre que prótese mais se adequa ao seu caso e à sua capacidade financeira.

Se subsistirem dúvidas em relação à prótese acrílica não hesite e use o formulário de baixo para colocar a sua questão.

Prótese dentária sobre Implantes


Neste artigo ficará a saber o que é uma prótese sobre implantes, como funciona, terá acesso a imagens ilustrativas dos tipos de próteses que estão disponíveis actualmente, poderá conhecer de modo mais aprofundado como se processa a sua colocação, terá acesso aos cuidados que se deve ter quando na posse destas próteses, as possíveis complicações que podem surgir nestes casos, o que esperar do tratamento e por fim algumas considerações sobre o preço da prótese sobre implantes.

O que é uma prótese sobre implante?

A prótese sobre implante é um tipo de dentadura que se fixa sobre implantes dentários. Enquanto que as dentaduras convencionais, para se manterem imóveis, apoiam-se nas gengivas e as da arcada superior também no céu da boca, as próteses sobre implantes fazem uso de implantes para se fixar na boca do paciente.

Utiliza-se a prótese sobre implante em casos em que o paciente requer um método de fixação mais eficaz que o da prótese dentária removível (no caso das dentaduras) e também em casos em que há uma perda total de dentes e existe osso suficiente para suportar implantes dentários. A prótese sobre implantes tem encaixes específicos que se fixam aos implantes de forma perfeita.

As próteses sobre implantes geralmente são concebidas para a arcada inferior, pois as dentaduras convencionais tendem a ser mais instáveis na mandíbula. A dentadura que se coloca na arcada superior costuma ser mais estável e não requer uma fixação como a referida. No entanto, é perfeitamente possível conceber uma prótese sobre implantes para ambas as arcadas, beneficiando assim de toda a estabilidade que uma prótese deste tipo providencia.

Ao utilizar estas próteses, deve removê-las diariamente para proceder à sua limpeza e à higienização das suas gengivas. Tal como as dentaduras “normais” você não deve dormir com a prótese.

Saiba também que antes de optar por colocar uma prótese sobre implantes, receberá do seu dentista todas as sugestões e indicações sobre o tipo de prótese dentária mais adequado ao seu caso.

Como funciona uma prótese sobre implantes?

Existem dois tipos de próteses sobre implantes quanto ao seu apoio: as que se fixam numa barra e as que se fixam em “esferas”. Em ambos os casos o paciente usará uma prótese concebida à base de acrílico e que se asemelhará à gengiva natural. Os dentes podem ser de porcelana ou acrílico como em qualquer dentadura, simularão na perfeição a dentição natural. Ambos os tipos de prótese necessitam de pelo menos dois implantes para poderem fixar-se devidamente.

Vejamos agora em que consiste cada das próteses:

Próteses fixas em barras

Próteses fixas em barras

Próteses fixas em esferas

Próteses fixas em esferas

Próteses fixas em barras: uma barra metálica que segue a curvatura da sua mandíbula é fixada em dois a cinco implantes que se encontram devidamente consolidados nessa arcada dentária. A dentadura fixa-se sobre essa barra e mantém-se imóvel devido à existência da referida barra e os respectivos encaixes. Próteses fixas em esferas: em cada um dos implantes é colocada uma espécie de esfera que por sua vez encaixará na dentadura. O implante mais a “esfera” são chamados de “macho” enquanto que o encaixe na dentadura é a “fêmea”. Há casos em que a fixação é inversa, isto é, o “macho” está na prótese e a “fêmea” no implante dentário.

O processo de colocação da prótese

Comecemos pelos implantes dentários, estes como são utilizados em conjugação com este tipo de prótese dentária, geralmente são colocados na zona frontal da sua boca, a razão prende-se com o facto de aí existir mais osso onde estes possam ser implantados. Outra razão para justificar a escolha desta parte da sua boca para colocar os implantes, prende-se com o facto de nesta zona o número de nervos e outras estruturas que podem interferir com os mesmos, serem em menor número.

O tempo para completar a colocação dos implantes, que é algo que condiciona a duração de todo o tratamento depende de vários fatores. O período de tempo médio para todos os implantes estarem colocados e devidamente consolidados é de cerca de 5 meses para a mandíbula e 7 meses para o maxilar. Isto inclui todas as cirurgias e a colocação da prótese propriamente dita. Isto é, após este período, qualquer pessoa pode estar já na posse da sua prótese sobre implantes e poderá utilizá-la normalmente. Note que se precisar de enxerto de osso, para no fundo viabilizar a colocação dos implantes, este processo pode alargar-se até um ano ou mais.

Voltando aos implantes, normalmente apenas são necessárias duas cirurgias para a sua colocação. Na primeira é colocado o implante propriamente dito, no supracitado osso e na segunda que é efectuada 3 a 5 meses depois, é colocada a barra de suporte acima referida ou o suporte em forma de esfera.

Actualmente é por vezes efectuada uma cirurgia única na qual todo este processo é efectuado, abreviando assim todo o tratamento. Este tipo de procedimento tem tido uma taxa de sucesso elevada.

Como já terá percebido, após a colocação dos implantes, e supondo que o dentista já terá tido tempo suficiente para confecionar a sua prótese, todo o processo termina e o usuário da prótese sobre implantes pode fazer a sua vida normalmente e em segurança sabendo que esta foi devidamente colocada.

Cuidados a ter com a prótese sobre implantes

Todas as noites deverá remover a sua prótese, para desse modo poder higienizá-la devidamente e proceder também à limpeza do interior da sua boca, de preferência com uma escovagem muito leve e usando de seguida um enxaguante bucal (qualquer elixir comum servirá). Ao remover a prótese faça-o cuidadosamente para não danificar os implantes de suporte.

Apesar da sua prótese sobre implantes ter uma estabilidade muito superior à dentadura convencional, mesmo assim pode mover-se ligeiramente podendo com esse movimento causar atrito com as gengivas. Ora, tal atrito por sua vez pode originar ligeiros ferimentos. Se tal acontecer no seu caso, dirija-se ao dentista de modo a que este elimine ou menorize esse problema. Este verificará primeiro o estado das suas gengivas e de seguida analizará a sua oclusão para verificar se existe algum desalinhamento que possa estar a provocar estes ferimentos.

Outro aspeto relacionado com os cuidados com a protese sobre implantes é que os materiais que servem para unir os implantes à “dentadura”, desgastam-se com o tempo e necessitarão de ser mudados pelo menos uma vez por ano.

Possíveis complicações

Para além dos [baixos] riscos inerentes à colocação dos implantes, que podem ou não ser bem sucedidos (a taxa de sucesso em não fumantes é de aproximadamente 90%), as barras de apoio à dentadura também têm os seus riscos.

Nas próteses suportadas por barras metálicas por vezes, devido a todos os componentes dos quais são constituídas, podem soltar-se dentes da prótese. Tal problema pode resolver-se facilmente pelo seu dentista.

Também é importante que essa barra, ao ser colocada sobre os implantes, tenha o seu peso devidamente distribuído por cada um dos mesmos. Se isto não acontecer, pode ocorrer que um ou mais apoios da barra se soltem e isso cause a total destabilização da prótese. Também é de referir que em último caso, os próprios implantes podem soltar-se, devido a essa diferença na tensão exercida em cada um deles.

O que esperar da sua prótese

A sua prótese sobre implantes será muito mais estável que uma dentadura convencional. Ora, este facto permitirá que disponha de um grau de conforto muito elevado. Será facil para si articular as palavras e ter um discurso foneticamente compreensível, será muito fácil alimentar-se e ter estabilidade para mastigar os alimentos devidamente e até em termos estéticos sairá beneficiado, pois a protese sobre implantes providencia-lhe um resultado superior ao da dentadura.

Se usar uma prótese sobre implantes no seu maxilar, poderá dispensar também a cobertura excessiva do seu palato, tornando-se mais confortável de usar (por exemplo diminui o reflexo do vómito). Tal é possível devido à sua fixação e estabilidade.

Preço da prótese sobre implantes

O preço que deverá ter de pagar por uma prótese deste tipo será sempre muito superior ao que pagaria por uma dentadura convencional. Repare que para além da estrutura da dentadura terá de fazer até dez implantes na totalidade. E como é sabido o custo dos implantes dentários é sem dúvida elevado.

Não queremos desencorajá-lo com esta descrição, mas é esta a realidade e não há como a esconder. Apesar da performance excelente que esta prótese tem, o seu custo é elevado. Poderá não ser possível de suportar por qualquer pessoa, mas quem o puder fazer ficará com a garantia de ter substituído a dentição que perdeu por uma estrutura estável, esteticamente muito aceitável e que lhe renovará a auto-confiança.

Criar um Site Grátis    |    Crear una Página Web Gratis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net